Tecnologia

Conhece os novos produtos da Apple: iPhone 13, Apple Watch Series 7 e mais

Uma das apresentações Apple mais recheadas dos últimos anos!

Eduardo Silva
14 de Set de 2021
8 minutos de leitura

Índice

Após vários meses de rumores e fugas de informação, o evento Apple desta terça-feira veio revelar-nos uma panóplia de produtos da empresa da maçã que vão dar que falar em 2021. O evento de apresentação decorreu através das plataformas online a partir do Apple Park, com Tim Cook e companhia a darem a conhecer ao mundo todas as novidades da empresa da maçã para o mês de setembro.

O claro destaque da apresentação vai para o iPhone 13 e as suas variantes. A nova geração de smartphones da Apple traz várias novidades face ao iPhone 12 e promete dar seguimento ao seu sucesso, retocando um design que continua a agradar aos fãs.

Já o Apple Watch Series 7 será o parceiro ideal para qualquer uma das quatro variantes do iPhone 13, com um design renovado e muito mais moderno que a anterior geração e mais capacidades para se tornar num dos mais completos relógios inteligentes do mercado.

A Apple aproveitou o seu evento de setembro também para anunciar a data oficial de chegada das novas versões dos seus sistemas operativos, nomeadamente do iOS 15e iPadOS 15, cujas atualizações chegam aos utilizadores já no dia 20 de setembro. No evento desta terça-feira foram também anunciados os novos iPad 2021 e iPad mini 6, completando um line-up muito recheado e que vamos passar a conhecer já de seguida.

iPhone 13

iPhone 13; Imagem: Apple

A Apple utilizou para o iPhone 13 e as suas variantes a mesma receita do iPhone 12. A nova geração iPhone traz quatro variantes, sendo que a versão vanilla é acompanhada por versões mini, Pro e Pro Max, havendo um claro destaque para estas duas últimas a nível de especificações.

Mas antes de passarmos aos detalhes técnicos, devemos primeiramente abordar a estética dos novos quatro terminais Apple. O design industrial que encontramos no iPhone 12 mantém-se praticamente intacto, sendo que a empresa de Cupertino se focou nos detalhes para dar ao iPhone 13 algum caráter distintivo face à anterior geração.

Assim, mantemos os ecrãs e laterais planas, com construção em vidro e alumínio (iPhone 13 e 13 mini) ou aço inoxidável (versões Pro e Pro Max) e o mesmo posicionamento de botões e saídas. O próprio alinhamento das câmaras na parte traseira mantém-se igual para as versões Pro, sendo que apenas o iPhone 13 e o iPhone 13 mini possuem agora as suas duas câmaras num alinhamento diagonal.

À frente, o claro destaque vai para o notch, que finalmente foi reduzido, garantindo um melhor aproveitamento do ecrã, sem perder as qualidades do Face ID. E por falar em ecrã, temos aqui outra das grandes novidades da apresentação de hoje, já que ambos iPhone 13 Pro e 13 Pro Max chegam com telas LTPO AMOLED com a tão aguardada taxa de atualização máxima de 120Hz (que pode descer aos 10 Hz), graças à tecnologia ProMotion, garantindo uma experiência de utilização bem mais suave.

iPhone 13; Imagem: Apple

Esta característica é exclusiva às versões Pro e Pro Max, já que as restantes utilizam os mesmos painéis Super Retina XDR OLED  do iPhone 12. Os tamanhos dos ecrãs serão também os mesmos aqui, com os iPhone 13 e 13 Pro a receberem ecrãs de 6.1 polegadas, o iPhone 13 mini de 5.4 polegadas e o iPhone 13 Pro Max com 6.7 polegadas.

A estrela da companhia volta a ser o novo processador Apple A15 Bionic. A empresa fundada por Steve Jobs tem trazido ao mercado os melhores processadores dos últimos anos e 2021 não será exceção. Este novo processador mantém uma configuração hexa-core (seis núcleos) semelhante à do A14 Bionic, utilizando também o processo de 5nm da TSMC, mas com melhorias ao nível do desempenho e da eficiência energética (CPU 50% mais potente do que a concorrência e GPU 30% mais potente, segundo a Apple).

Ambos iPhone 13 e 13 mini têm novas configurações de memória interna, sendo agora possível configurar ambos com 128 ou 256 GB de armazenamento e excluindo a versão de 64 GB. Já os iPhone 13 Pro e Pro Max estão disponíveis com 256 ou 512 GB ou até uma nova versão com 1 TB de armazenamento.

iPhone 13 Pro; Imagem: Apple

O capítulo fotográfico continua a ser extremamente importante para a Apple e a nova geração de smartphones continua focada em oferecer uma experiência de topo. Assim, aproveitando o bom trabalho das câmaras do iPhone 12, a Apple aproveita para dar continuidade e este sistema, trazendo apenas algumas melhorias a nível de software.

O número de câmaras mantém-se o mesmo entre todas as versões, com ambos iPhone 13 e 13 mini a chegarem com uma câmara principal de 12MP e uma grande angular de 12MP, com ângulo de captura de 120º. Já as versões Pro têm também direito a uma câmara telefoto, também de 12MP, com zoom ótico 3x. Todas as câmaras principais beneficiam de estabilização de imagem. Já na frente, continuamos a encontrar em todas as versões uma câmara de 12MP e o sistema de reconhecimento facial 3D que nos garante todas as qualidades do Face ID, agora num espaço mais reduzido.

Certo é que a Apple desenvolveu novas funcionalidades para as câmaras, nomeadamente a capacidade de usar o Portrait Mode em vídeo e um novo sistema de filtros que utiliza a inteligência artificial para adaptar a imagem aos cenários envolventes. As câmaras de todas as versões do iPhone 13 tirarão também partido do Cinematic Mode, que automatiza de forma brilhante a auto focagem durante a captura de vídeo.

iPhone 13 Pro; Imagem: Apple

O modelos Pro e Pro Max têm também direito a um modo de gravação ProRes, para gravação de vídeo em alta qualidade e tiram partido da câmara grande-angular e do seu sistema de estabilização de imagem para a macrofotografia.

Os novos iPhone 13 estarão disponíveis a partir de 24 de setembro e os seus preços começam nos 829 euros para o iPhone 13 mini, 929 euros para o iPhone 13, 1,179 euros para o iPhone 13 Pro e 1,269 euros para o iPhone 13 Pro Max. Podes configurar o iPhone 13 e o iPhone 13 mini nas cores Space Grey, Starlight, Azul, Púrpura e Product RED. Já os iPhone 13 Pro e Pro Max têm menos opções de cor, em Dourado, Starlight, Space Grey e Azul.

Apple Watch Series 7

Apple Watch Series 7 - Imagem: Apple

A sétima geração do relógio inteligente da Apple pode não ser a mais inovadora, mas traz consigo um design renovado e que promete despertar o interesse dos fãs.

O Apple Watch Series 7 chega em dois tamanhos, de 41 ou 45 milímetros, e o seu aspeto está bem mais moderno, maximizando o ecrã e tornando as margens muito reduzidas. Este ecrã maior permite também alterações ao watchOS 8, com botões maiores e mais facilmente visíveis e utilizáveis.

A resistência foi um dos pontos importantes para a Apple, sendo o ecrã do Apple Watch Series 7 mais resistente. O relógio em si garante certificações IP6X e 5ATM, o que lhe permite ser submerso em água.

O novo relógio vem também estrear o chipset Apple S7, processador dedicado ao smartwatch da Apple e que, para além de garantir uma melhor execução das suas tarefas de gestão do dispositivo, é também mais eficiente do que a anterior geração S6.

A eficiência foi muito mencionada na apresentação da Apple, destacando-se que o Apple Watch Series 7 garante 18 horas de utilização e pode ser carregado 33% mais rápido do que o seu antecessor, demorando apenas 45 minutos a chegar dos 0 aos 80%.

Apple Watch Series 7 - Imagem: Apple

Com o Apple Watch Series 7, a Apple disponibilizou uma panóplia de novas pulseiras coloridas e que vão ajudar a personalizar o novo smartwatch ao gosto do utilizador, sendo também compatível com as anteriores pulseiras já existentes no mercado. As cores do Apple Watch são as seguintes: Midnight, Starlight, Product RED, Verde, Azul e Space Black Titanium.

Apple Watch Series 7 - Imagem: Apple

O Apple Watch Series 7 estará disponível a partir de 439 euros.

iPad 10.2 2021

iPad 2021 - Imagem: Apple

A Apple renovou também o seu tablet base para 2021. O iPad 10.2 2021 é a nova versão do tablet mais famoso do mundo e chega equipado com mais poder de fogo, graças ao Apple A13 Bionic, processador que vimos equipado no iPhone 11 e 11 Pro.

A nova versão deste iPad chega com uma câmara frontal de 12MP ultra-wide com melhor capacidades para reuniões em chamadas de vídeo. Este é o primeiro iPad a chegar a mercado com o iPadOS 15 e tem também suporte para a Apple Pencil (primeira geração). O ecrã do iPad 2021 tem suporte para a tecnologia True Tone para um ajuste automático ao ambiente que circunda o utilizador.

As reservas podem começar a partir de hoje, com as vendas do novo iPad 10.2 a partir da próxima semana, com um preço de 399 euros para a versão de 64 GB, que pode ser reduzido para estudantes. O tablet pode ser configurado nas cores Space Grey e Silver.

iPad mini 6

iPad mini 6 - Imagem: Apple

O iPad mini é um dos mais amados tablets da Apple e foi renovado para 2021 e 2022. O pequeno tablet está mais poderoso e com um design renovado, agora ainda mais próximo do design do iPad Air 2020.

A principal novidade está no ecrã. O seu tamanho aumenta para as 8.3 polegadas e apresenta margens muito reduzidas, o que obrigou inclusive a Apple a realocar o Touch ID para a estrutura em alumínio no botão power. Curiosamente, a Apple proclama que a nova geração iPad mini tem as mesmas dimensões da anterior versão, ainda que possuindo um ecrã de maiores dimensões e muitas novas capacidades.

O ecrã do novo iPad mini tem também suporte para a Apple Pencil (segunda geração) e beneficia do True Tone, tal como os mais recentes dispositivos do segmento da Apple, e um brilho máximo de 500 nits.

iPad mini 6 - Imagem: Apple

Garantindo que este é um tablet poderoso num chassis relativamente pequeno, a Apple inclui no iPad mini o Apple A15 Bionic, o que representa melhorias de 40% no desempenho do processador face ao anterior modelo. Por outro lado, a GPU é também muito melhorada sendo 80% mais capaz. E com o A15 Bionic, chega também a conectividade 5G.

O iPad mini será também um dispositivo interessantes para o consumo de multimédia, já que, para além do ecrã de maiores dimensões, também possui um sistema de altifalantes stereo, quando o tablet é utilizado na horizontal. Interessante é também a inclusão de uma entrada USB-C, que significa o adeus à entrada Lightning.

A versão base do iPad mini poderá se adquirida por 569 euros e pode ser configurada nas cores Púrpura, Rosa, Starlight e Space Grey.

iPad mini 6 - Imagem: Apple

Não percas pitada do UPDATED!

Assina a nossa newsletter para receberes as últimas novidades de Tecnologia diretamente na tua caixa de entrada.

Oops! There was an error sending the email, please try again.

Awesome! Now check your inbox and click the link to confirm your subscription.