Tecnologia

Google apresenta os seus novos topos de gama: Pixel 6 & Pixel 6 Pro

Sabe tudo sobre os novos telefones da Google. Spoiler alert: Continuam a não chegar a Portugal…

Por André Fonseca, Diogo Simões,

19 de Out de 2021
6 minutos de leitura

Índice

Mesmo com o seu preview no início de agosto, ou as inúmeras fugas de informação que se sucederam nas últimas semanas, havia ainda muito para saber sobre a nova série de telefones da Google. E dizemos havia porque acaba de acontecer a apresentação oficial dos novos Pixel, e neste artigo vamos contar-te tudo sobre eles!

A Google volta a ter dois novos flagship phones, os primeiros Pixel com o novo processador da marca, Google Tensor. Temos portanto um modelo de entrada, que é o Pixel 6, e um novo modelo high-end intitulado de Pixel 6 Pro - o primeiro modelo da Google com esta marca (Pro) fortíssima. Nenhuma surpresa até aqui.

O Pixel 6 começa nos 599$ e o Pixel 6 Pro nos 899$. Os dispositivos estão já disponíveis para encomenda, numa série de países onde Portugal continua a sair excluído. O lançamento está previsto para a próxima semana.

Vamos então a todas as reais novidades:

Pixel 6 - O básico elevado ao máximo

O novo Google Pixel 6 apresenta-se com um ecrã OLED de 6.4 polegadas, maior que as 6" do seu antecessor, com resolução de 1080x2340 píxeis e até 90Hz de taxa de atualização. Mantemos o furo no ecrã para acomodar a câmara frontal, como na geração anterior, só que agora centrado no topo do ecrã, como os Samsung Galaxy S ou Galaxy Note mais recentes.

Falando das câmaras, primordial nos Google Phones, a experiência de fotografia foi uma vez mais melhorada e desta vez não foi pouco. O sensor principal passa agora a ser de 50MP, para tirar fotografias com maior nível de detalhe. Mantém-se as lentes grande angular e ultra grande angular (esta última de 12MP), agora centradas na traseira do equipamento e com um design diria que arrojado.


Uma das principais novidades da nova câmara Google é o “Magic Eraser” que é um efeito de pós-processamento feito a uma fotografia, que permitirá removeres objetos ou pessoas de uma foto que acabaste de tirar. Algo semelhante ao recurso de remoção de objetos há muito abandonado no Google Fotos.

Ainda no campo fotográfico, a Google anunciou uma parceria com o Snapchat que permite aceder rapidamente à câmara do Snapchat para que os utilizadores nunca percam um momento que queiram partilhar.

A nível da autonomia temos melhorias muito bem-vindas, com o aumento da capacidade para os 4614 mAh, bem como melhorias na velocidade do carregamento por USB-C para os 30W e via Wireless Qi também para os 23W.

Ao nível de biometria temos (finalmente) um leitor de impressões digitais embutido no ecrã, acompanhado do regresso do desbloqueio facial à linha Pixel.

Claro está que, e quanto ao processador, como falámos em cima, os novos Google Phones chegam com o Google Tensor, o novo processador da Google para os seus smartphones. A Google, como seria de esperar, dedicou grande parte da apresentação a falar-nos sobre este seu novo processador baseado na litografia de 5nm.

O Google Pixel 6 está disponível em duas capacidades de armazenamento de 128GB e 256GB, nas cores, Kinda Coral, Sorta Seafoam e Stormy Black. Como seria de esperar, os novos Pixel 6 estreiam-se com o Android 12 instalado de fábrica.

Pixel 6 Pro - O novo todo poderoso da Google

Sendo a estrela do evento, e fruto de uma parceria entre a Samsung, a Google apresentou o seu primeiro processador: o Tensor. Prometendo ser o Pixel mais rápido de sempre, o Google Tensor, segundo a empresa, promete um sistema avançado de inteligência artificial no próprio dispositivo (algo que vai facilitar o processamento e melhoramento de vídeos, fotografias e tradução em tempo real),  bem como um aumento de performance na ordem dos 80% (comparado com o Pixel 5). Um valor que promete melhores gráficos, melhores taxas de loading e uma melhor resposta nas próprias aplicações.

Este poder, aliado a 12GB de RAM, ajuda a manter o seu painel OLED LTPO QHD+ de 6,7 polegadas com uma taxa de atualização variável a 120 HZ e que desce até aos 10 Hz para uma máxima eficácia de bateria.

Este passo permite um poder computacional fotográfico como a Google tão bem nos habitou e promete elevar a experiência de fotografar, recorrendo aos modos de Night Sight, Portrait Mode.

Estes avanços e controlo da Google sobre o seu hardware, permitem uma maior eficiência energética e, pela empresa, uma capacidade sem igual de proteção e segurança, com mais camadas de hardware que protegem o dispositivo. Na verdade, e já na parte do software, a gama Google Pixel irá contar com um total de 5 anos de atualizações de segurança e 3 anos de atualização de sistema operativo, o que manterá o utilizador seguro no seu equipamento.

As câmaras do Pixel 6 Pro correspondem a um sensor de 50MP grande angular, um sensor 12 MP ultragrande angular e, por fim, a estreia deste ano: um sensor periscópico de 48MP. A acompanhar está ainda um sensor laser para foco rápido.

Este hardware renovado permite, e comparado ao Pixel 5, captar 150% mais luz, permitindo mais detalhes, maior rapidez na hora de disparo e uma cor correspondente ao real. Ainda exclusivo deste modelo está o sensor telefoto, que permite uma aproximação (zoom) ótica a 4x. A Google oferece ainda a função Super Res Zoom, permitindo zooms até 20x.

A câmara ultragrande angular, comparada com o Pixel 5, permite um ângulo de visão de 94º e permite ter todos os teus amigos ou familiares na mesma fotografia.

Outra das surpresas apresentadas, e que faz uso do poder de processamento do Google Tensor, é o Face Unblur, uma funcionalidade que se junta ao Magic Eraser e permite, após a tirada de uma fotografia, remover o "borrão" da fotografia para fotografias nítidas e que acompanhem a ação. Ainda nos novos modos temos o Motion Mode, que permite aceder às funcionalidades Action Pan e Longa Exposição, que dá movimento às nossas fotografias. Por exemplo, no Action Pan podemos ter fotografias em fundos desfocados de forma estilosa e a função longa exposição permite, claro, criar exposições de objetos que se movel, como cascatas ou cidades.

Por falar em nitidez, uma das novidades da Google no Android 12 foi o seu compromisso com os retratos (Portrait Mode) e a capacidade de retratar corretamente cada tom de pele. Essa novidade fica agora presente em primeira mão na gama Pixel 6.

Com uma bateria de 5,003 mAh que, em 30 minutos, carrega 50%, o Pixel 6 Pro chega para agitar a indústria. O Pixel 6 Pro está construído com o vidro mais resistente da Corning Gorrilla, o Victus, e é ainda resistente à água e poeiras (IP68). Está disponível nas cores Stormy Black, Sorta Sunny, Cloudy White.

O que mais foi apresentado?

Competindo diretamente com os serviços oferecidos pela Apple, a Google apresentou o Pixel Pass (disponível somente nos EUA), que permite, por meio de uma mensalidade única, ter acesso a serviços como o YouTube Music Premiu, Preferred Care, Google One, YouTube Premium e Google Play Pass.

O valor mensal para o Pixel 6 é de 45$ e para o Pixel 6 Pro tem o valor de 55$.

Não percas pitada do UPDATED!

Assina a nossa newsletter para receberes as últimas novidades de Tecnologia diretamente na tua caixa de entrada.

Oops! There was an error sending the email, please try again.

Awesome! Now check your inbox and click the link to confirm your subscription.