Tecnologia

Huawei P50 e P50 Pro anunciados! Tudo o que precisas de saber

Huawei P50 e P50 Pro foram anunciados e com designs que se destacam, novos processadores e o mesmo excelente desempenho fotográfico.

Eduardo Silva
29 de Jul de 2021
6 minutos de leitura

Índice

Huawei P50 e Huawei P50 Pro foram anunciados oficialmente e representam o melhor que a Huawei tem para oferecer ao mercado em 2021. A nova dupla apresenta várias novidades que, em parte, os destaca dos seus antecessores, especialmente no que ao design diz respeito.

Mas não só de aparências se fazem os novos Huawei e, no seu interior, estará uma das grandes novidades da apresentação: a opção por um processador Qualcomm topo de gama.

Huawei P50 e P50 Pro: design e construção premium

Como nos tem habituado, a Huawei volta a trazer ao mercado dois smartphones com uma construção ao nível dos melhores smartphones, com vidro nos paineis frontal e traseiro, enquanto a estrutura será, naturalmente, em alumínio.

A elegância dos Huawei P50 e P50 Pro traduz-se no design, que se demarca um pouco dos seus antecessores Huawei P40 e P30, muito graças ao posicionamento da câmara frontal e ao novo módulo de câmaras. Isto é, à frente, o duplo sensor fotográfico em forma semi-oval é substituído por uma única câmara, posicionada no centro-topo do ecrã, enquanto atrás temos um módulo onde se destacam duas grandes formas circulares verticais, posicionadas no topo à esquerda.

Apesar de poder não agradar a todos os utilizadores, este é um design que permite à Huawei destacar-se no mercado e que também adotar uma nova linguagem estética, já que estes smartphones marcam, também, o inicio de uma nova era a nível de software, como vamos ver mais abaixo.

Cabe dizer que a construção dos Huawei P50 e P50 Pro é, entre si, bastante semelhante, e as dimensões também. Os smartphones separam-se pelo ligeiramente maior ecrã da versão Pro, que possui as suas laterais curvas, ao contrário da tela completamente plana do Huawei P50.

Estes novos Huawei mantém as características que se esperam de um smartphone desta categoria, ao incorporarem altifalantes stereo, um leitor de impressões digitais debaixo do ecrã e ao garantirem resistência a água e poeiras com certificação IP68.

Nas entranhas podemos encontrar uma grande surpresa

Uma das questões mais abordadas ao longo dos meses sobre os novos Huawei P50 e P50 Pro prende-se com o processador que estes smartphones acabariam por utilizar. Com o stock de chips Kirin 9000 a estar próximo de ser esgotado, a Huawei precisava de encontrar alternativas para os seus novos dispositivos.

O que é certo é que, graças ao embargo comercial imposto pelos EUA, a Huawei viu-se limitada em termos de opções, apenas podendo negociar com empresas especialmente autorizadas pelo governo norte-americano a estabelecer negociações com a empresa chinesa.

Neste sentido aparece a Qualcomm, que garantiu os requisitos para fornecer a Huawei com uma versão 4G do Snapdragon 888, processador topo de gama para 2021 que equipa terminais como o OnePlus 9, Samsung Galaxy S21 (nos EUA e China) ou o Xiaomi Mi 11.

A Huawei vem colocar o Snapdragon 888 como opção única no Huawei P50, sendo que o Kirin 9000 aparece como a opção de topo para a versão Pro, ainda que os utilizadores possam optar pelo processador da Qualcomm por um preço ligeiramente inferior.

O Huawei P50 pode ser configurado com 8GB de RAM e 128 ou 256GB de armazenamento, enquanto o P50 Pro, sendo uma versão superior, dará também opções de até 12GB de RAM e 512GB de memória interna.

Como referimos anteriormente, há uma ligeira diferença no ecrã de ambos os terminais. O Huawei P50 Pro possui uma tela OLED de 6.6 polegadas, curva nas suas laterais, com taxa de atualização de 120Hz e uma resolução de 1,228 x 2,700 px (450ppi). Por outro lado, o Huawei P50 utiliza também a tecnologia OLED, mas numa tela plana de 6.5 polegadas, com a mesma resolução, mas uma taxa de atualização inferior, de "apenas" 90Hz. Ambas possuem suporte para HDR.

No que respeita a baterias e carregamento, os Huawei P50 e P50 Pro são equipados por baterias de 4,100 e 4,360 mAh, respetivamente, e ambos terão acesso a carregamento rápido de 66W por cabo, enquanto o carregamento sem fios pode chegar a uma potência máxima de 50W.

A nível de software, não podemos deixar de destacar que estes smartphones são os primeiros a chegar ao mercado a correr de fábrica o novo HarmonyOS 2.0, sistema operativo da Huawei que faz uso da AppGallery e do Petal Search para dar aos utilizadores a experiência que a empresa entende como sendo a melhor do mercado.

A colaboração com a Leica continuará a fazer as delicias dos fãs

Uma das principais bandeiras destes Huawei continua a ser o departamento fotográfico. A colaboração com a Leica mantém-se e ambos smartphones chegam com excelentes câmaras.

Começando pelo Huawei P50 Pro, este smartphone vem equipado por uma câmara principal de 50 MP, com uma lente de 23mm e abertura f/1.8 e estabilização ótica de imagem. Este sensor é acompanhado por uma câmara monocromática de 40MP, com lente de 26mm e abertura f/1.6; por uma câmara grande-angular de 13MP, e por uma câmara periscópio de 64MP, com estabilização ótica de imagem e zoom ótico de 3.9x.

A versão Pro tem ainda acesso ao XD Fusion Pro, um sistema de fusão de imagem que permite duplicar a quantidade de luz capturada face ao Huawei P40 Pro, o que deverá garantir uma qualidade de imagem superior e, segundo a Huawei, uma amplitude dinâmica aumentada em 28%.

As câmaras do Huawei P50 são praticamente idênticas à versão Pro, com apenas alguns cortes. O sensor periscópio, apesar de permitir uma ampliação 5x, possui um mais modesto sensor fotográfico de 12MP, enquanto a câmara grande-angular não possui um ângulo de captura tão amplo. Ambos os smartphones vêm ainda equipados com uma câmara frontal de 16MP.

Preço e disponibilidade

Ambos Huawei P50 e P50 Pro foram apresentados na China, mas o seu destino será também os mercados globais, ainda que sem datas confirmadas. Em território chinês, as pré-vendas já estão abertas para a versão Pro e as primeiras unidades começam a ser vendidas a partir do dia 12 de agosto. Já o Huawei P50 e a versão de 12GB de RAM do P50 Pro apenas chegarão ao mercado em setembro.

Ambos os modelos chegam em várias opções de cor, com as habituais cores em Preto ou Branco disponíveis, mas com algumas opções mais extravagantes, que podes conferir na imagem abaixo.

No que respeita aos preços, o Huawei P50 terá um preço base de 4,500 yuan (590 euros), ascendendo aos 5,000 yuan (cerca de 650 euros) para a versão 8GB+256GB.

Já o Huawei P50 Pro terá preços diferentes para os processadores Qualcomm ou HiSilicon. Começando pelos primeiros, a versão com Snapdragon 888 pode ser configurada apenas com 8G+128GB por apenas 6,000 yuan (cerca de 785 euros), sendo que a versão de 8GB+256GB ascende aos 6,500 yuan (cerca de 850 euros). Já a versão superior de 12GB+512GB chega aos 8,000 yuan (cerca de 1045 euros).

Equipado com o Kirin 9000, o Huawei P50 Pro pode chegar em configurações de 8GB+256GB e 12GB+512GB, com preços que se fixam nos 7,500 yuan (cerca de 850 euros) e 8,400 yuan (cerca de 1,100 euros), respetivamente.

Não percas pitada do UPDATED!

Assina a nossa newsletter para receberes as últimas novidades de Tecnologia diretamente na tua caixa de entrada.

Oops! There was an error sending the email, please try again.

Awesome! Now check your inbox and click the link to confirm your subscription.