Tecnologia

Metaverso: o que precisas de saber sobre o novo universo de Zuckerberg

António Guimarães
13 de Nov de 2021
2 minutos de leitura
Photo by Minh Pham / Unsplash

Índice

Mark Zuckerberg virou as atenções para a sua empresa ao alterar drasticamente o nome. A empresa conhecida como Facebook tem agora o nome de Meta, com intuito de criar o chamado "Metaverso". Devaneios de Zuckerberg após ver filmes da Marvel? Provavelmente não.

O que é o Metaverso?

Um termo já utilizado em literatura, Metaverso designa uma nova forma de experienciar a internet. Neste caso, o foco é em realidade virtual e realidade aumentada, para que o utilizador se imersa na experiência.

Ainda não sabemos as aplicações exatas que a Meta fará no futuro. Seja como for, julgando pelo Oculus Rift e os Facebook Glasses, realidade virtual será uma grande parte do caminho da empresa.

A Meta afirma que quer criar forma de um utilizador estar "presente" numa reunião online, por exemplo. O mesmo se pode aplicar a estudar, jogar ou mesmo teletrabalho. Tudo isto sobre o "guarda-chuva" da Meta.

O Metaverso quer "engolir" tudo

Além das óbvias alusões a filmes de ficção científica e mundos hipertecnológicos (como na série Black Mirror), a Meta enfrenta alguns problemas legais. Nomeadamente, outras empresas com o nome que podem entrar em ação legal.

Nate Skulic, da empresa de tecnologia Meta Company, já entrou em ação nos tribunais. Nate recebeu várias propostas de compra da sua empresa, não sabendo ser o Facebook por trás delas.

Arte por Artem Markov

Esta é uma clássica tática de grandes empresas, comprar qualquer outra que lhes possa fazer frente seja em nome ou concorrência de mercado. Escusado será dizer que qualquer empresa com o nome de Meta será obscura pelo império de Zuckerberg e o seu exército de advogados.

Um futuro no Metaverso

Vamos supor que o sonho virtual de Zuckerberg avança. Coloca-te no papel de um utilizador das suas plataformas além das já existentes redes sociais.

Sendo que a fonte principal de rendimento da Meta são anúncios, serás igualmente bombardeado com os mesmos ao utilizar os produtos da Meta. “Aturar” anúncios antes daquela videoconferência da tua empresa parece-me bastante desagradável.

Temos ainda preocupações com a saúde relativamente a uso prolongado de óculos de realidade virtual. Como pessoa que utiliza óculos convencionais para ver, utilizar um headset de realidade virtual não é uma forma viável de jogar ou consumir conteúdo.

Opiniões à parte, temos de lidar com as novas tecnologias que são apresentadas à nossa sociedade. Ainda assim, a Meta será recebida com uma “pitada de sal”, dada a reputação que os produtos da Meta no que toca ao tratamento ético dos dados de utilizador

Não percas pitada do UPDATED!

Assina a nossa newsletter para receberes as últimas novidades de Tecnologia diretamente na tua caixa de entrada.

Oops! There was an error sending the email, please try again.

Awesome! Now check your inbox and click the link to confirm your subscription.