Dicas

Quais as especificações a ter em conta quando se compra um smartphone?

Por Pedro Rodrigues, Diogo Simões,

7 de Dez de 2021
5 minutos de leitura
Photo by Vanja Matijevic / Unsplash

Índice

O primeiro passo para saber que tipo de smartphone é o mais adequado, é fazer uma reflexão de forma a perceber qual será o principal uso que o smartphone terá nas nossas mãos.

Somos aquela pessoa que tem a página inicial do launcher cheia de jogos? Ou apenas as redes sociais principais? Enchemos rapidamente o espaço disponível com fotografias e músicas ou todo o armazenamento é feito na cloud?

Sistema Operativo

A principal dúvida acerca do Sistema Operativo a utilizar recai inicialmente entre Android e iOS. Para um utilizador que pretenda uma utilização mais fluída do smartphone, tendo a desvantagem de não ter muito poder de personalização, e principalmente se já estiver presente no ecossistema Apple, o iOS (presente nos dispositivos iPhone) poderá ser o mais adequado.

Já para um utilizador que pretenda personalizar o seu smartphone ao máximo, com um sistema operativo gerido pela Google e com atualizações de sistema e segurança que variam de fabricante para fabricante, poderá optar por um Android, tendo em atenção que estes são normalmente adaptados pelo produtor de cada smartphone. Por exemplo, no caso de um Samsung, terá algumas aplicações da Samsung com algumas modificações às definições e menus de apresentação.

Especificações dos componentes a analisar

Bateria

A bateria é um dos principais requisitos no que toca à compra de um novo telemóvel, afinal de contas um smartphone tem apenas utilidade enquanto a sua bateria durar.

Uma utilização intensa, com a necessidade de aplicações de consumo intenso de recursos, como por exemplo jogos ou visualização de vídeo, necessita de uma bateria com maior capacidade, algo acima dos 3000mAh (este é apenas um valor base e pode variar conforme as restantes especificações do dispositivo, como por exemplo o tamanho do ecrã. A maioria das marcas atualmente anuncia a capacidade da bateria em horas de ecrã.)

Processador

Tal como descrito no artigo O que é o CPU e o GPU, o processador funciona como o cérebro do dispositivo. É o principal componente de um smartphone e devemos sempre ter este elemento em compra antes de adquirir qualquer dispositivo.

Os processadores com maior performance atualmente são o Apple A15 Bionic, utilizados nos iPhone, e o Snapdragon 8 Gen 1, referido como tendo a performance mais parecida com o A15 no que diz respeito aos Android. Existem ainda alguns mais conhecidos como os Exynos (Samsung) e os Tensor (Google).

*No iPhone’s were harmed in the making of this photo
Photo by Tyler Lastovich / Unsplash

O processador é também um dos principais influenciadores do preço de um smartphone, portanto se a performance do dispositivo não é uma das principais prioridades, é possível considerar alternativas de baixa gama para poupar algum dinheiro. Contudo, é necessário ter em conta que atualmente o processador é utilizado no processamento de imagens, e como tal para um uso intensivo de fotografia é importante perceber que um processador de baixa gama tem influência direta na qualidade das fotografias que tiramos.

RAM

No que diz respeito à RAM, e tendo em conta que dificilmente teremos centenas de aplicações abertas em simultâneo, aproximadamente 6GB serão disponíveis para o utilizador comum, subindo para os 8GB - 12GB em utilizadores que fazem um uso mais intensivo da sua máquina.

Câmara

Photo by Anh Nhat / Unsplash

Quanto à câmara, é necessário ter em atenção os diferentes parâmetros que cada dispositivo tem associados, tais como o número de câmaras, para que serve cada uma delas e principalmente os sensores e a velocidade dos mesmos. Para além disto, tal como descrito acima, o processador é atualmente bastante importante na produção de fotografias de qualidade superior.

Se és um fotografo profissional ou amador e queres que as tuas fotos sejam o mais perfeitas possíveis e com uma qualidade acima da média, e principalmente se necessitas de obter o ficheiro RAW de cada fotografia, então queres essencialmente um flagship, um smartphone topo de gama, uma vez que estes são os únicos que dispõe destas funcionalidades.

Se a fotografia não é uma prioridade e queres apenas aquelas fotos básicas com amigos e família para guardar recordações, qualquer smartphone recente de gama-média é capaz de tirar fotografias suficientemente boas para os teus requisitos.

É sempre importante relembrar que o número de megapixels das câmaras não quer dizer tudo, tal como foi referido.

Photo by Matthias Oberholzer / Unsplash

Ecrã e Dimensões

Com o aumento do tamanho dos smartphones, é cada vez mais difícil encontrar um dispositivo à medida para aqueles com as mãos pequenas ou que pretendem que o mesmo caiba no bolso das calças sem qualquer problema. Ainda assim, as marcas têm lançado também dispositivos de dimensões mais pequenas para agradar a estas pessoas. A dimensão do smartphone acaba por ser uma questão de gosto pessoal, apesar de ser necessário ter em conta que quanto maior o dispositivo, menor será a duração da bateria.

Xiaomi Mi 11 Ultra
Photo by N.Tho.Duc / Unsplash

Quanto ao tipo de ecrã, é possível optar por OLED/AMOLED, LCD, entre outros. No caso dos LCD, é a tecnologia base dos ecrãs, e dispõe de uma espécie de luz de fundo que é projetada contra o ecrã, tornando assim que as cores não sejam completamente fieis à realidade, principalmente no que diz respeito aos pretos. Existe ainda a tecnologia IPS que permite uma reprodução mais fiel das cores nos ecrãs LCD. Estes ecrãs por norma são os mais baratos.

Conheces as vantagens de um ecrã OLED?
LCD, IPS, OLED, AMOLED. Os tipos de ecrã são vários, mas conheces a vantagem de utilizar um smartphone de ecrã OLED?

No caso da tecnologia OLED, AMOLED ou Super AMOLED, são todas elas novas versões da tecnologia LED, sendo que ao contrário dos LCD, cada pixel é capaz de emitir a sua própria luz, permitindo assim que os pixeis não utilizados estejam desligados, reproduzindo uns pretos fieis à cor real, o que é também um ponto a favor na poupança de bateria. Os ecrãs Retina, presentes nos iPhone são no fundo ecrãs OLED.


A escolha de um smartphone é bastante subjetiva, e deverá ir de encontro às necessidades e preferências de cada um, sendo muitas vezes também uma questão do valor que se está disposto a dar por um dispositivo que poderá ter de ser atualizado após alguns anos.

Não percas pitada do UPDATED!

Assina a nossa newsletter para receberes as últimas novidades de Tecnologia diretamente na tua caixa de entrada.

Oops! There was an error sending the email, please try again.

Awesome! Now check your inbox and click the link to confirm your subscription.